Buscar
  • Sergio Benchimol

Injeções intravítreas: a técnica revolucionária para o tratamento de DMRI e retinopatia diabética

Atualizado: 31 de Mai de 2019


Cada vez mais utilizadas no tratamento da degeneração macular relacionada à idade ou DMRI, retinopatia diabética e tromboses no fundo de olho, as injeções intravítreas, apesar de parecerem no mínimo assustadoras, são indolores, sua aplicação é bastante simples, extremamente segura e causa quase nenhum desconforto após o procedimento.


A injeção é aplicada numa região do olho chamada vítreo que é composta por uma massa gelatinosa cuja principal função é manter a retina posicionada evitando o seu descolamento.



Os medicamentos liberados nas injeções, chamados de antiangiogênicos ou anti-VGF, atuam evitando a proliferação de neovasos sanguíneos na retina que ocorre na degeneração macular e na retinopatia diabética.


O procedimento de injeção intraocular dura menos de 1 minuto. A anestesia é através de colírio. Depois da aplicação, o paciente pode ir pra casa normalmente. Não há suturas e nem necessidade do uso de tampão.


Recomenda-se repouso apenas no dia da aplicação. Exercícios leves após 3 dias e mais intensos depois de uma semana.


Se você está apresentando um quadro de visão embaçada ou enxergando manchas ou pontos de sangue “flutuando”, entre em contato conosco pelo telefone abaixo e agende uma consulta.

(21) 3816-7000

Temos profissionais qualificados e equipamentos modernos para diagnosticar essas doenças e um centro cirúrgico de ponta para o tratamento com as injeções intraoculares.

0 visualização

©  Clínica de Olhos Benchimol. Todos os direitos reservados.                         Criado por Contenuti

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn